O Mandamento do Amor

Última Ceia do Senhor

Neste dia, começa o Tríduo Pascal, a preparação de fato para a celebração da Páscoa, ou seja a missa que inicia hoje com sinal da Cruz e termina com a benção final sábado onde a vitória de Jesus sobre a morte, o pecado, o sofrimento e o inferno. Neste dia é relembrada especialmente a Última Ceia.

Quinta-feira Santa

Este é um dia extremamente especial para toda Igreja, uma das cerimônias litúrgicas desse dia é a benção dos santos óleos utilizados durante todo o ano nas paróquias. São abençoados nessa celebração o óleo do Crisma, dos Catecúmenos e dos Enfermos, nesta celebração conta com a presença do bispo e seus Presbíteros de toda sua diocese particular e é um momento de reafirmar o compromisso de servir a Jesus, sendo sempre realizada na parte da manhã.

Nesse dia também é realizado o ritual litúrgico de lava-pés durante a missa: Jesus, ao lavar os pés dos discípulos, quer demonstrar Seu amor por cada um e mostrar a todos que a humildade e o serviço são o centro de Sua mensagem. Nossa sociedade precisa entender esse gesto como um grande exemplo que deve ser aplicado na nossa vida como um todo e em todas as épocas. Esta celebração é a maior explicação para o grande gesto de Jesus, que é a Eucaristia.

O rito do lava-pés não é uma encenação dentro da Missa, mas um gesto litúrgico que repete o mesmo gesto de Jesus. O bispo ou o padre, que lava os pés de algumas pessoas da comunidade, está imitando Jesus no gesto, não como uma peça de teatro, mas como compromisso de estar a serviço da comunidade, para que todos tenham a salvação, como fez Jesus. Com a Santa Missa da Ceia do Senhor, celebrada na noite da Quinta-feira Santa, a Igreja dá início ao chamado Tríduo Pascal e faz memória da Última Ceia, quando Jesus, na noite em que foi traído, ofereceu ao Pai o Seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou aos apóstolos para que os tomassem, mandando-os também oferecer aos seus sucessores.

A palavra “Eucaristia” provém de duas palavras gregas “eu-cháris”, que significa “ação de graças”, e designa a presença real e substancial de Jesus Cristo sob as aparências de Pão e Vinho.

Além disso, também na Quinta-Feira Santa é instituído o sacramento da Ordem. Jesus é o grande e eterno Sacerdote, mas quis precisar de ministros sagrados, retirados do meio do povo, para levar ao mundo a salvação que Ele conquistou com a Sua Morte e Ressurreição. Após a Última Ceia, nessa noite Jesus é preso, interrogado e, no amanhecer de sexta, Jesus é açoitado e condenado. Devemos ficar em vigília ao Santíssimo, relembrando as sofrimentos começados por Jesus nesta noite.

Congregação Filhos da Caridade

Uma instituição pontifícia, de origem francesa que está presente em diversos países pelo mundo, sobretudo no Brasil, desde a década de 60.

Os Filhos da Caridade tem como objetivo fundante evangelizar os pobres e trabalhadores nas periferias das grandes cidades.

Sede Brasil - Santo André/SP

Nossas redes sociais


© 2021 - Todos direitos reservados à Congregação Filhos da Caridade - CNPJ 58.175.613/0001-40

Desenvolvido por Ruah Comunicação